segunda-feira, 27 de março de 2017

Isso é que era uma grande chatice...


Estou eu hoje a fazer a minha rotina matinal de ler as capas dos jornais e deparo-me com esta manchete.

A minha primeira interpretação foi a de que os dirigentes da Federação Portuguesa de Futebol teriam ficado ofendidos com a não presença de representantes oficiais do Sport Lisboa e Benfica na gala Quinas de Ouro e no jogo da Selecção do passado Sábado e, como tal, ponderariam não voltar a escolher o Estádio da Luz para se realizarem jogos dessa mesma Selecção.

O pensamento que me surgiu logo de seguida foi: "isso é que era uma grande chatice..." (ler com entoação bastante irónica).

Como se alguém se importasse que isso viesse a acontecer...

Depois de ler algumas notícias, verifico que essa possibilidade poderia, alegadamente, segundo a comunicação social, ter sido aventada pela direcção do SLB.

O que vem imediatamente à cabeça é: "isso é que era uma grande chatice..." (ler com entoação igualmente irónica).

Como se, mesmo assim, alguém se importasse que isso viesse a acontecer...

Mas para que é que temos um Estádio Nacional!?

Sim, contrariamente aos comentários cretinos dos portistas (nunca confundir com portuenses), o Jamor não é o Estádio de Oeiras, é o Estádio Nacional!

É lá que deviam ser, por princípio os jogos da Selecção Nacional.

Com algumas excepções para se realizarem jogos no norte do país (seja no Dragão, na Pedreira, no Afonso Henriques, onde quiserem) e eventualmente nas Regiões Autónomas.

Mas na Grande Lisboa, os jogos deviam ser... no Estádio Nacional!

Ou será por acaso que se construíram lá ao lado as novas instalações da FPF, a chamada Cidade do Futebol?

Não. É porque se reconhece que aquele local é a casa das Selecções.

Vi lá vários jogos da Selecção A e não percebo porque não se realizam lá mais vezes...

É apenas uma opinião.

Por mim, ponham a Selecção da FPF a jogar onde quiserem...

Agora é esperar que o tempo passe rapidamente até depois de quarta-feira, para voltarmos ao que interessa: o Benfica!

sábado, 25 de março de 2017

Programa em família para hoje



Já não escrevia para este blog há muito tempo.

Acabo de ver que, desde Setembro de 2012.

E a verdade é que, não posso deixar passar em claro o apelo de muitos e muitos leitores que exigem o regresso daquele que é já considerado o mais... quer dizer... bom... na verdade... acho que ninguém, nem uma única pessoa, terá reparado nesse facto, ou sentido falta de mais publicações neste blog.

Todos? Não! Qual Astérix, uma irredutível pessoa resistiu ainda à insignificância deste blog... o seu autor!

Efectivamente, sempre tive mais motivação para escrever em alturas de maior dificuldade para o nosso clube e como somos campeões há 3 anos consecutivos, estando em primeiro lugar este ano, logo numa posição privilegiada para atingir um hipotético Tetra pela primeira vez na nossa história e com várias passagens após a fase de grupos da Champions, não tenho sentido grande necessidade em vir aqui deixar qualquer desabafo benfiquista.

No entanto, eventualmente por sentir algum cerco de forças outrora supostamente adormecidas ao nosso clube e assistindo a um certo tipo de comportamentos por parte de alguns sectores do mundo futebolístico, da comunicação e outros, suponho que porque estará cada vez mais perto da realidade o alcançar dessa meta do quarto campeonato consecutivo e de um já muito falado retomar da hegemonia do futebol português pelo SLB, tem despontado em mim cada vez mais a necessidade de falar, de partilhar alguns pensamentos, estados de espírito e até de responder aos estímulos que oiço e leio.

Então, parece-me ser esta uma altura tão boa, ou tão má, como qualquer outra, para aqui voltar a escrever.

Talvez para ter algo para preencher esta tarde de Sábado...

Os meus fins-de-semana são, como certamente os de muitos vocês, desenhados em função dos jogos do Benfica.

Por vezes, surgem-nos estes baldes de água fria quando constatamos que no próximo fim-de-semana não joga o Glorioso, porque... há jogos das selecções...

O fim-de-semana já começa a correr mal por antecipação.

É um vazio que se sente.

Bom, tentando preencher esse vazio decidi delinear um plano vencedor para um programa em família para este Sábado: ir visitar o Museu Cosme Damião, seguido de visita ao Estádio (ou vice-versa), passar pela recém remodelada loja para comprar mais um adereço benfiquista para o Campeão que em breve vai nascer e depois acabar o dia em grande a ver o documentário Eusébio - História de uma Lenda.

Num fim-de-semana em que não há jogo do Sport Lisboa e Benfica, era um plano perfeito!

Certo?

Bom, seria...

Seria, porque não posso ir ao Museu com calma e estou impossibilitado de ir visitar o nosso Estádio, porque há um jogo da Selecção da FPF.

Aqui já não falamos de balde... foi uma autêntica banheira de água gelada!!!

Bom, lá terei de me contentar em ir ao cinema ver o filme sobre o King, o que já não é nada mau.

Assim, não percebo bem qual o escândalo de não estarem dirigentes do Benfica no jogo para o qual hoje emprestamos o nosso Estádio.

Suponho sim, que seja um alívio para qualquer um deles não ter de estar lá a conviver com pessoas pouco recomendáveis.

Vou mas é já comprar bilhetes para o cinema, antes que esgotem!

P.S. - Ainda pensei ver alguma parte do jogo para ver finalmente o Bernardo Silva a brilhar em grande nível no seu, nosso, Estádio. No entanto, enquanto estava a escrever estas linhas , aparece na televisão a equipa inicial da Selecção, da qual não constava o genial número 10 do Mónaco... Será que afinal não é nos clubes que, por motivos "políticos", os presidentes, ou outros dirigentes, dizem aos treinadores quem deve ou não jogar? Será que, se não tem havido o chamado "boicote" ao jogo da Selecção por parte do Benfica, permitiam ao Bernardo Silva jogar de início? Não acredito que o Eng. Fernando Santos cedesse a uma qualquer pressão desse tipo, mas os boatos ficam no ar... Bernardo: vou comprar um bilhete a mais, o Eusébio - História de uma Lenda começa às 21:10, é só atravessares a 2ª Circular e quando chegares ao Colombo pergunta pela sala 3 dos cinemas NOS!

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Estes 50 votos foram e serão favoráveis!



Tenho muito para dizer sobre a triste Assembleia Geral de ontem, mas não me quero dispersar e gostava apenas de deixar aqui um esclarecimento a muitos consócios que, provavelmente, ainda não se aperceberam sobre o que ontem estava  ser votado e consequentemente, o que vai voltar a ser votado dentro de 15 dias...

Votar a favor da aprovação do Relatório e Contas, não significa necessariamente que se concorde com a gestão, ou com o prejuízo (e muito menos com os resultados desportivos); significa, isso sim, que se aceita que aqueles são os números reais (aliás, auditados pela KPMG)!

Por isso é que vai haver nova Assembleia e outras se repetiriam até os números serem aprovados, isto é, até os sócios, por maioria, concordarem que aquela é a verdadeira situação financeira do clube.

E por isto mesmo, os números serão os mesmos a ser apresentados à votação.

Aliás, é o próprio suposto-proto-retirado-reassumido-até-aparecer-outro-melhor-ou-não candidato Bruno Carvalho que se baseia neles para alardear demagogicamente que o Benfica está em falência técnica, logo reconhecendo tacitamente a veracidade dos números (isto parece-me lógico).

Ora, como é que alguém, que reconhece a veracidade das contas, as vota negativamente???

O mínimo que se exige a alguém que tem a ambição de ser Presidente do Sport Lisboa e Benfica, ou que supostamente lidera um grupo que pensa apresentar uma candidatura, é numa Assembleia Geral do SLB, saber o que está a votar...

É por tudo isto que, sem entrar pela gestão dos actuais corpos dirigentes, os meus 50 votos foram ontem e irão novamente para a aprovação do Relatório e Contas 2011/2012!

domingo, 26 de agosto de 2012

Lunático Parte IV



Depois de Vale e Azevedo, Guerra Madaleno e ao mesmo tempo que Bruno Carvalho, há 3 anos surgiu este oportunista a tentar chegar à presidência, sabia-se lá para que motivos pessoais.

Bom, pelo menos agora sabemos que para boa coisa não seria, a ver pela forma como burlou autarquias e uma fundação sueca, aproveitando-se de boas acções de beneficência:

 http://crimedigoeu.wordpress.com/2012/08/22/condecorado-pelo-estado-portugues-suspeito-de-burla-de-1-milhao-e-ja-tentou-candidatar-se-a-presidencia-do-benfica/

Também este criticava Luís Filipe Vieira e o acusava de irregularidades várias, prometendo mundos e fundos.

Afinal, como de costume, não apresentou qualquer prova contra o actual presidente, as suas promessas eram todas irreais e as irregularidades, afinal, foram cometidas pelo próprio.

Que sirva de exemplo e fique bem na mente dos sócios do Benfica, já para as eleições de Outubro, o perigo que corre o nosso clube se os sócios decidem, porque a bola não entrou, entrar em aventuras destas.

Morreu Sócio Nº 1


Apesar da tristeza da notícia, uma coisa é certa, todos morremos um dia e isso acontecer aos 100 anos, lúcido e enquanto sócio nº 1 dos Sport Lisboa e Benfica será das formas mais dignas de deixar este mundo.

Como tal, mais do que chorar o seu desaparecimento, este apontamento pretende celebrar a vida que teve José Oliveira.

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Parabéns Sr. Coluna!




Hoje faz 77 anos um dos melhores jogadores de sempre e talvez o capitão mais emblemático do nosso Sport Lisboa e Benfica:





Se o próprio Eusébio o tratava por "senhor", quem sou eu para fazer diferente?

Portanto, aqui fica um sincero e sentido voto de PARABÉNS, SENHOR MÁRIO COLUNA!

terça-feira, 17 de julho de 2012

Vitórias & Património Episódio nº 2 - 72-73: O Campeonato Invicto






Como prometido no post anterior, aqui vem um novo episódio do programa Vitórias & Património, o segundo, que versa sobre a temporada 1972/1973, época em que o Benfica foi campeão sem perder um único jogo (o que aconteceu pela primeira vez em Portugal), com a equipa que figura na fotografia cimeira, sendo treinador o inglês Jimmy Hagan: